Avaliação do albedo nos diferentes tipos de cobertura do cerrado do Amapá - Brasil com imagens MODIS

  • Célia Campos Braga Departamento de Ciências Atmosféricas, Universidade Federal de Campina Grande
  • Jonathan Castro Amanajás Departamento de Ciências Atmosféricas, Universidade Federal de Campina Grande
  • Clênia Rodrigues Alcântara Departamento de Ciências Atmosféricas, Universidade Federal de Campina Grande
  • Milena Pereira Dantas Departamento de Ciências Atmosféricas, Universidade Federal de Campina Grande

Resumo

O presente estudo visa fazer um estudo comparativo da estimativa do albedo em diferentes alvos em áreas no Amapá. O albedo determina o poder refletor da superfície no domínio espectro do sol e, é um dos componentes fundamental na estimativa do balanço de radiação da superfície. Utilizaram-se três imagens do sensor MODIS /Terra para os anos de 2002, 2006 e 2012. O processamento da das imagens foi feita pelo programa ERDAS. Empregaram algoritmos os de Liang e Tasumi para estimar o albedo nas áreas composto por área urbana, cerrado e floresta nativa e silvicultura de eucaliptos. Os resultados obtidos pelos dois métodos são eficazes na estimativa do albedo. A relação entre os valores médios estimados pelos métodos apresentou uma correlação de r=0,88 erro percentual médio EPM = 7,8% e erro padrão médio EPAM = 0,012 para o nível de significância α.

Palavras-chave

MODIS/Terra, imagens, silvicultura, métodos mínimos quadrados

  • Resumo visualizado = 11 vezes
  • PDF visualizado = 12 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-13
Como Citar
BRAGA, Célia Campos et al. Avaliação do albedo nos diferentes tipos de cobertura do cerrado do Amapá - Brasil com imagens MODIS. Territorium, [S.l.], n. 25 (I), p. 129-134, dez. 2017. ISSN 1647-7723. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/territorium/article/view/4834>. Acesso em: 19 jan. 2018.