Frei João dos Prazeres e o uso dos Clássicos no Abecedário Real de 1692

Palavras-chave: Frei João dos Prazeres, Abecedário Real, Clássicos, historiografia, cultura política

Resumo

Neste artigo, pretende-se observar o modo como as obras da Antiguidade Clássica são citadas e com que fins, no Abecedário Real (1692) de Frei João dos Prazeres. A questão essencial do artigo é a tentativa de compreensão do que leva um monge seiscentista a referenciar de maneira tão acentuada os autores da Antiguidade Clássica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-13
Secção
Tradição Clássica