Portabilidade, Evanescências e Rubricas: Discussões em torno da Literatura Digital na Sala de Aula

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14195/2182-8830_4-2_11

Palavras-chave:

literatura digital na sala de aula, formação pedagógica para o ensino de literatura digital, portabilidade, evanescência, rubricas

Resumo

Esse texto trata de três aspectos que afetam a tentativa de abordagem em sala de aula do texto literário criado em ambiente digital, observando suas relações com a formação pedagógica de futuros professores. A integridade do objeto e sua possível recepção, denominada de portabilidade, será caracterizada pelo enfrentamento direto do texto pelo fruidor e a sua difícil ou improvável reprodutibilidade em sala de aula enquanto experiência estética. No caso da evanescência, tanto o acesso, enquanto experiência estética, quanto o estudo, como crítica, se tornam problemáticos diante de obstáculos como georrefenciamento, direito autoral, transitoriedade do objeto e obsolescência de software e hardware. Por último, as rubricas ou os mecanismos norteadores da experiência de leitura não só a organizam, mas também impõem desde antes os limites da percepção do objeto literário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia Autor

Alamir Aquino Corrêa, Universidade Estadual de Londrina

Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas

Teoria literária e Literatura brasileira

##submission.downloads##

Publicado

2016-07-11

Como Citar

Corrêa, Alamir Aquino. 2016. «Portabilidade, Evanescências E Rubricas: Discussões Em Torno Da Literatura Digital Na Sala De Aula». MATLIT: Materialidades Da Literatura 4 (2):233-53. https://doi.org/10.14195/2182-8830_4-2_11.

Edição

Secção

Secção Temática | Thematic Section