Literatura Digital e 'Big Knowledge': O Caso da Banda Desenhada Sociológica

Autores

  • Pedro Andrade Universidade do Minho, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade

DOI:

https://doi.org/10.14195/2182-8830_6-2_10

Palavras-chave:

ficção experimental, Big Knowledge, banda desenhada sociológica, base de conhecimento, hibrimédia

Resumo

A fim de enfrentar o processo avassalador do Big Knowledge, ficções experimentais emergem para entender e lidar com a nossa sociedade e cultura do conhecimento. O presente artigo sugere um modo de literatura digital nomeado ‘Banda Desenhada Sociológica’, que analisa uma luta política através da sua estória. Sob uma perspetiva estilística e de género, funde o conhecimento sociológico com a banda desenhada para contar essa estória. Este exemplo de ‘Banda Desenhada Sociológica’ foi selecionado de um corpus de textos ficcionais digitais, residentes num arquivo e Base de Conhecimento usando Hibrimédia. Hibrimédia significa uma transformação mediática através da hibridização entre os média de origem e um novo meio. Por exemplo, um post num blogue ou um comentário numa rede social podem ser reportados por um meio de comunicação de massas clássico, como um jornal, ou vice-versa. Este processo muda frequentemente a própria natureza dessas mensagens de informação ou conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia Autor

Pedro Andrade, Universidade do Minho, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade

Pedro Andrade is Researcher and Professor at University of Minho. Phd in Sociology of Culture at FCSH, New Univ. of Lisbon (2002). He teaches in the area of Cyberculture. Major areas of research: art and science museums, digital communications and literacies, digital social networks (Web 2.0/Web 3.0), methodologies and hypermedia. Coordinator of several funded research projects, e.g. Scientific-Technological Literacy and Public Opinion: the case of science museums; Public Communication of Arts: the case of local/global art museums. Activities in fine arts, experimental cinema, hybrimedia, digital games. Exs: as member of Paris Film Coop: Film Saboté Spatial nº1 (1975) and Body Cinema (images and music based on humidity and temperature of the body, 1976). 1st Portuguese cultural webpage (1995). Hybrilog (hybrid blog, 2006). Sociological Games (made in Flash and Action Script, 2006). GeoNeoLogic Novel (plot funded on GPS, 2009). Social Semantic Sites (in Web 2/3.0, 2011).

Referências

ANDRADE, Pedro (2015). Austerity History through Sociological Comics: A Guide to Social Media and Networks against Austeritocracy for Use by all Generations. North Charleston: Create Space.

ANDRADE, Pedro (2011a). Sociologia Semântico-Lógica da Web 2.0/3.0 na sociedade da investigação: significados e discursos quotidianos em blogs, wikis, mundos/museus virtuais e redes sociais semântico-lógicas. Lis-boa: Edições Caleidoscópio.

ANDRADE, Pedro (2011b). Novela GeoNeológica nº 1: Um caso de Literatura Transmediática/1ª Novela da Web 3.0. Lisboa: Edições Caleidoscópio.

ANDRADE, Pedro (1997). “Sociologia do Olhar: um novo olhar sobre a Sociologia?” Atalaia 3: 197-201.

ANDRADE, Pedro, José Barros, Carlos Marques, and Malcolm Miles, eds. (2010) Arte pública e cidadania: novas leituras na cidade criativa. Lisboa: Edições Caleidoscópio.

GIUGNI, Marco, and Maria T. Grasso (2015). Austerity and Protest: Popular Contention in Times of Economic Crisis. London: Routledge.

HAIVE, Max, and Alex Khasnablish (2014). The Radical Imagination: Social Movement Research in the Age of Austerity. London: Zed Books.

MARTINS, Moisés de Lemos (2015). “Media digitais e lusofonia.” Lusofonia e interculturalidade: promessa e travessia. Ed. Moisés de Lemos Martins. Vila Nova de Famalicão: Humus. 27-56.

MENDOZA, Kerry-Anne (2014). Austerity: The Demolition of the Welfare State and the Rise of the Zombie Economy. Oxford: New internationalist.

NEGRA, Diane; and Yvonne Tasker, eds. (2014). Gendering the Recession: Media and Culture in an Age of Austerity. Durham, NC: Duke University Press.

“Que se lixe a troika”. 30 June 2017. https://pt.wikipedia.org/wiki/Que_se_lixe_a_troika!_Queremos_as_nossas_vidas!

##submission.downloads##

Publicado

2018-08-10

Como Citar

Andrade, Pedro. 2018. «Literatura Digital E ’Big Knowledge’: O Caso Da Banda Desenhada Sociológica». MATLIT: Materialidades Da Literatura 6 (2):129-47. https://doi.org/10.14195/2182-8830_6-2_10.

Edição

Secção

Secção Temática | Thematic Section