Fronteiras porosas: priming como extensão da agenda setting e o framing como uma abordagem complementar

Palavras-chave: Agenda setting, media priming, framing, abordagem construtivista do framing, efeitos dos media

Resumo

A agenda setting e o priming existem sob a premissa de que os media afetam as avaliações do público influenciando a probabilidade de algumas questões virem à mente e não outras. O framing, por seu turno, baseia-se na ideia de que, ao representar o mundo de uma certa maneira, os media influenciam as pessoas a pensar sobre o mundo de modos particulares. A agenda setting, o priming e o framing sugerem, pois, que as mensagens dos meios de comunicação participam na formação do conhecimento público e que o conhecimento é ativado e utilizado em decisões politicamente relevantes.
Este artigo fornece uma perspectiva geral concisa, acessível e clara sobre essas três teorias e tem como objetivo proceder a esclarecimentos teóricos e metodológicos que podem levar a uma melhor acomodação dessas três maneiras de compreender a influência dos media na opinião pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-06-04