Contexto socio‑económico e o conhecimento sobre economia

  • Celeste Amorim Varum Universidade de Coimbra
  • Abigail Ferreira

Resumo

A presente crise veio relançar os temas económicos para o centro da vida quotidiana das famílias. As crianças estão também em constante interação com o ambiente no qual estão inseridas e, a partir dessas interações, vão estabelecendo as suas perceções da realidade, e sentem à sua escala os efeitos dos desenvolvimentos económicos recentes. O entendimento das crianças sobre a economia e realidade que as rodeia poderá ter também um impacto na forma como as famílias decidem e escolhem. Apesar da relevância da criança enquanto elemento participante da unidade de decisão familiar, e da necessidade de, desde muito cedo, se criarem as bases do que será um adulto ativo num futuro próximo, a análise da literacia das crianças tem sido relativamente negligenciada na literatura.
Assim, o presente estudo analisa o nível de conhecimentos e interesse de um grupo de crianças Portuguesas em relação à economia. Investiga‑se adicionalmente o efeito do contexto familiar e escolar da criança no seu grau de conhecimento sobre as questões económicas. A análise empírica baseia‑se em dados recolhidos por questionário a um total de 587 crianças portuguesas.
Os resultados permitem concluir que, por um lado, as crianças mostram, na sua generalidade, forte interesse nestes temas e expressam vontade de saber mais sobre os mesmos. Por outro lado, os resultados demonstram que as crianças possuem conhecimentos limitados sobre assuntos económicos, existindo logo em tenra idade elevada variabilidade entre elas. A variabilidade do conhecimento de natureza económica aparece significativamente explicada por atributos individuais e de escola, mas, preponderantemente pelo contexto familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-12-12
Secção
Artigos