Doctor-nurse teams, incentives and behavior

  • Aida Isabel Tavares Universidade de Coimbra

Resumo

Ao longo dos últimos anos, os enfermeiros têm registado ganhos de conhecimentos e é habitual que enfermeiros e médicos trabalhem juntos em equipa. Usando um modelo baseado na teoria dos contratos, o objetivo deste artigo é analisar os efeitos de uma melhoria da produtividade dos enfermeiros nos incentivos pagos e no comportamento dos médicos e enfermeiros, em particular, quando o orçamento é limitado. Os resultados mostram que depois de uma melhoria da produtividade dos enfermeiros, estes passam a receber um incentivo de menor valor mas o orçamento global dos incentivos é mais elevado. Quando o orçamento dos cuidados de saúde é limitado, os resultados mostram que o tratamento dos doentes fica ao cargo dos enfermeiros, e não dos médicos, refletindo uma atitude de free-riding por estes. O contributo deste trabalho é particularmente relevante para os policy makers dos recursos humanos das unidades de cuidados primários.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-06-12
Secção
Artigos