Interesses e competências percebidas em crianças do ensino básico

  • Rute David Universidade de Coimbra
  • Maria Paula Paixão Universidade de Coimbra
  • José Tomás da Silva Universidade de Coimbra

Resumo

Apesar de a infância ser considerada como a base do desenvolvimento vocacional, poucos são os estudos desenvolvidos nesta faixa etária acerca das variáveis implicadas e qual o papel que desempenham neste processo. Pretendendo colmatar algumas dessas lacunas procurámos explorar algumas características estruturais e correlacionais dos interesses e competências percebidas de crianças do ensino básico (3º, 6º e 9º anos de escolaridade), recorrendo, para o efeito, à tradução e adaptação portuguesa do ICA-R de Tracey e Ward, que tem em consideração os seis tipos de personalidade enunciados por Holland (R-I-A-S-E-C).
  • Resumo visualizado = 87 vezes
  • PDF visualizado = 195 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-06-01
Como Citar
DAVID, Rute; PAIXÃO, Maria Paula; SILVA, José Tomás da. Interesses e competências percebidas em crianças do ensino básico. Psychologica, [S.l.], n. 51, p. p. 73-92, jun. 2009. ISSN 1647-8606. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/psychologica/article/view/1016>. Acesso em: 19 set. 2019.
Secção
Artigos

Palavras-chave

Desenvolvimento vocacional; Infância; Competências percebidas; Interesses