La recepción de mensajes televisivos y otras pantallas en las distintas etapas del desarrollo evolutivo del niño y el adolescente

  • Carmen Marta Lazo Universidad San Jorge
  • José Antonio Gabelas Barroso Universidad Oberta de Catalunya

Resumo

O ecrã audiovisual, enquanto tratamento em paralelo de múltiplos estímulos, é consideravelmente diferente da leitura de um livro, já que este último envolve uma leitura sequencial. A exposição à televisão e a outros ecrãs aumenta a recepção de formas e conteúdos. Um “mosaico” formado por breves peças de informação, saturada de estímulos audiovisuais, sempre misturados e combinados num labirinto de formas e estímulos. Torna-se muito difícil precisar se um espectador vê ou olha para a televisão, se está a prestar atenção ou a analisar as mensagens. Teríamos que nos colocar dentro do ecrã para sabê-lo e “vê-los a olhar”. A atenção condiciona a capacidade de compreensão do espectador, mas esta última também influencia a atenção. Se as crianças ou os jovens antecipam que não vão compreender um programa, param de lhe prestar atenção. As crianças mais novas precisam de estímulos visuais mais poderosos, de personagens fisicamente mais activos, de cores mais brilhantes e de sons menos harmoniosos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2008-07-01
Como Citar
Lazo, C. M., & Gabelas Barroso, J. A. (2008). La recepción de mensajes televisivos y otras pantallas en las distintas etapas del desarrollo evolutivo del niño y el adolescente. Revista Portuguesa De Pedagogia, (42-2), p. 145-159. https://doi.org/10.14195/1647-8614_42-2%x
Secção
Artigos