Stress térmico na frente de fogo no combate a incendio florestal: avaliação de risco

  • Mário Talaia Departamento de Física, Universidade de Aveiro, e ISCIA – Instituto Superior de Ciências da Informação e da Administração, Aveiro
  • Valente Ferreira ISCIA – Instituto Superior de Ciências da Informação e da Administração, Aveiro
Palavras-chave: Incêndio florestal, choque térmico, stress térmico, índices bioclimáticos, hipertermia.

Resumo

A temperatura é um dos parâmetros mais importantes a considerar quando se pretende avaliar o stress térmico do ser humano. Nesta investigação avalia-se um choque térmico que ocorre, muitas vezes, durante um incêndio florestal e que é suscitado quando em dado momento se faz a luta com base em água em jacto e com uma exposição durante o combate com meios sapadores.

São usados índices de stress térmico, para um ambiente quente por efeito da transferência de energia sob a forma de calor, por radiação, convecção e evaporação, nomeadamente, os índices WBGT, HSI, ITE. Os resultados são comparados com a interpretação física a partir do diagrama de duas entradas da WMO.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-08-10