Análise de riscos e gestão de crises. O exemplo dos incêndios florestais

  • Luciano Lourenço Instituto de Estudos Geográficos da Faculdade de Letras. Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Risco, perigo, crise, vulnerabilidade, desastre, gestão dos riscos, gestão das crises, incêndios florestais.

Resumo

A análise dos riscos e a gestão das crises tem ganho importância crescente, sobretudo a partir do final do último quartel do século passado, com o objectivo de dar uma resposta imediata e eficaz aos desastres, sejam acidentes graves, catástrofes ou calamidades, que, entretanto, passaram a ocorrer com maior frequência ou, talvez melhor, passaram a ser objecto de muito maior divulgação mediática. Deste modo, depois duma breve análise aos elementos intervenientes no risco de eclosão de fogo florestal, proceder-se-á à avaliação de alguns dos elementos que mais contribuem para o perigo de incêndio. Segue-se uma parte dedicada à gestão das crises, começando por indicar os pilares de sustentação, ou seja, os principais elementos a ter em consideração na gestão de crises, dando-se maior enfâse aos aspectos relacionados com os incêndios florestais, por serem o exemplo de aplicação prática.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2003-09-13
Secção
Artigos