Proteção civil, incêndios rurais e forças armadas – reflexões

  • Francisco Grave Pereira Major-General ex-Presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC)
Palavras-chave: Proteção civil, Autoridade Nacional de Proteção Civil, Forças Armadas, apoio militar de emergência, incêndios rurais.

Resumo

Os incêndios rurais de 2017 e as suas consequências vieram a relançar, mais uma vez, o debate sobre a matéria. Foram adoptadas as conclusões dos relatórios das duas Comissões Técnicas Independentes nomeadas pela Assembleia da República e decidido implementar um conjunto alargado de medidas. De entre essas medidas salientam-se a reestruturação da Autoridade Nacional de Proteção Civil, a criação de uma nova entidade responsável pela gestão integrada dos incêndios rurais e o reforço a intervenção das Forças Armadas no Apoio Militar de Emergência. No entanto, reestruturações tão relevantes mas que vão muito além de uma única tipologia de riscos devem ser avaliadas com atenção. A proteção civil vai muito para além dos incêndios rurais e a sua reestruturação vai muito para além de nova reestruturação da ANPC ou do reforço do papel das Forças Armadas. Será importante pensar um modelo e implementá-lo com uma base alargada de apoio para assegurar a sua estabilidade. Por outro lado, o apoio das Forças Armadas em situações de acidente grave ou de catástrofe é, há muito, rotina, sendo assegurado de acordo com o conceito de duplo-uso. Ainda assim, os níveis de ambição assumidos para esta tipologia de missões tornam necessária uma maior coordenação no planeamento, alguma formação e aquisição de equipamentos específicos, uma regeneração oportuna de materiais e equipamentos e um novo olhar para as potencialidades das Forças Armadas que podem ser melhor aproveitadas no domínio de uma prevenção mais estrutural. Porque, se possível, as catástrofes evitam-se antes de se combaterem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Conceito Estratégico Militar (2014). Aprovado pelo Ministro da Defesa Nacional em 22 de Julho de 2014, confirmado em Conselho Superior de Defesa Nacional de 30 de Julho de 2014.

Decreto-Lei n,º 279/84 de 13 de Agosto, que cria o Conselho Nacional de Planeamento Civil de Emergência (CNPCE) na dependência do Primeiro-Ministro.

Decreto-Lei n.º 73/2012 de 29 de Agosto, transfere as atribuições do CNPCE para a ANPC.

Decreto-Lei n.º 72/2013 de 31 de maio, altera e republica o Decreto-Lei n.º 134/2006 de 25 de Julho, que institui o Sistema Integrado de Operações de Protecção e Socorro.

Decreto-Lei n.º 163/2014 de 31 de Outubro, que aprova a orgânica da ANPC.

Decreto-Lei n.º 12/2018 de 16 de Fevereiro que aprova a orgânica da Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais, I. P.

Despacho do Ministro da Defesa Nacional de 31 de Outubro de 2017 que transpõe para as Forças Armadas as orientações da RCM157-A/2017 de 21 de Outubro que lhes são aplicáveis.

Lei Constitucional n.º 1/2005 de 12 de Agosto, Constituição da República Portuguesa, sétima revisão.

Lei n.º 27/2006 de 3 de Julho, com a redacção que lhe é dada pela Lei n.º 80/2015 de 3 de Agosto - Lei de Bases da Protecção Civil.

Lei n.º 65/2007, de 12 de Novembro, que define o enquadramento institucional e operacional da protecção civil no âmbito municipal, estabelece a organização dos serviços municipais de protecção civil e determina as competências do comandante operacional municipal.

Lei n.º 5/2014 de 29 de Agosto, Procede à primeira alteração à Lei de Defesa Nacional, aprovada pela Lei Orgânica n.º 1-B/2009, de 7 de Julho.

Lei n.º 56/2018, de 20 de Agosto, que cria o Observatório Técnico Independente para análise, acompanhamento e avaliação dos incêndios florestais e rurais que ocorram no território nacional.

Missões das Forças Armadas (2014). Aprovado em Conselho Superior de defesa Nacional de 30 de Julho de 2014.

Resolução do Conselho de Ministros n. º 19/2013, de 12 de Março, que aprova o Conceito Estratégico de Defesa Nacional.

Resolução do Conselho de Ministros n.º 26/2013 de 11 de Abril – Reforma Estrutural na Defesa Nacional e nas forças Armadas – Reforma ‘Defesa 2020’.

Resolução do Conselho de Ministros n.º 157-A/2017 de 21 de Outubro que aprova alterações estruturais na prevenção e combate a incêndios florestais.

Resolução do Conselho de Ministros n.º 157-B/2017 de 21 de Outubro que cria uma Estrutura de Missão para a instalação do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais (SGIF).

Site da ENB: https://www.enb.pt/publicacao.php?id=29&bloco=43&bloco=105, consultado em 15 de agosto de 2018.

Site do Exército: http://www.exercito.pt/pt/informação-pública/notícias/651, consultado a 5 de setembro de 2018.

Publicado
2018-10-09