Apontamentos sobre a imagética animal na Literatura Grega: a caracterização do herói e o símbolo da cadela e do lobo

  • Nelson Henriques Henriques Ferreira Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra

Resumo

Seja pela excelência em combate, solução de enigmas, edificação de cidades ou mesmo limpeza de estábulos, ao herói associava-se o extraordinário, a condição social ou etiológica especial, a capacidade de superar provas que só a imaginação poderia conceber. Por tal, a memória narrativa do herói antigo sobrevive à passagem do tempo e até ao desaparecimento da cultura que lhe deu origem, através da tradição popular ou pela cristalização da arte de expressão. Ora, pretende-se com este breve ensaio identificar alguns dos mecanismos usados no processo da criação do herói no imaginário coletivo, mais precisamente aqueles que envolvem a imagética animal e a significação simbólica a ela associada, no contexto das culturas do mediterrâneo - tomando essencialmente as fontes literárias como fundamento. Nesse sentido, o nosso objetivo será debater o modo como a imagética animal potenciou e singularizou a concepção do herói e, ao mesmo tempo, explorar o meio e o motivo pelos quais a simbologia animal se cristalizou de forma quase universal.

Palavras-chave

Imagética animal; lobo, cão, herói, tradição popular, etiologia

  • Resumo viewed = 29 times
  • PDF viewed = 18 times

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-11-08
Como Citar
FERREIRA, Nelson Henriques Henriques. Apontamentos sobre a imagética animal na Literatura Grega: a caracterização do herói e o símbolo da cadela e do lobo. Humanitas, [S.l.], v. 70, p. 9-23, nov. 2017. ISSN 2183-1718. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/humanitas/article/view/2876>. Acesso em: 14 dez. 2017.
Secção
Artigos

Palavras-chave

Imagética animal; lobo, cão, herói, tradição popular, etiologia