Rádio e inclusão: uma análise de experiências de rádio para surdos em portugal

  • Luís Bonixe Instituto Politécnico de Portalegre; Centro de Investigação em Comunicação, Informação e Cultura Digital

Resumo

A rádio adquiriu um conjunto de novas ferramentas em virtude da sua migração para as plataformas digitais e, em concreto, para a Internet. Como defendem vários autores, falar hoje de rádio, significa considerar este como um meio multimedia e multiplataforma. A partir deste pressuposto, abrem-se novos caminhos para a rádio, quer no que toca ao acesso, quer em relação à captação de novos públicos que estavam afastados deste meio. A comunidade surda integrava naturalmente esse público incapacitado para escutar mensagens exclusivamente sonoras. Cenário que se alterou com esta “nova rádio”. Em 2005 e 2013 a TSF e a Antena 1, respetivamente, realizaram duas emissões de rádio com tradução para Língua Gestual Portuguesa. O presente artigo procura analisar essas duas experiências e lançar uma reflexão sobre o papel da rádio enquanto meio de inclusão da pessoa com deficiência e em particular dos surdos.

Palavras-chave

Rádio; Surdos; Inclusão; Antena 1; TSF, Rádio, Surdos, Inclusão, Antena 1, TSF

  • Resumo visualizado = 91 vezes
  • PDF visualizado = 57 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-11-16
Como Citar
BONIXE, Luís. Rádio e inclusão: uma análise de experiências de rádio para surdos em portugal. Media & Jornalismo, [S.l.], v. 17, n. 31, p. 59-72, nov. 2017. ISSN 2183-5462. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/mj/article/view/4796>. Acesso em: 14 ago. 2018.