Mapas Nabais Conde: catalogação do Fundo

Resumo

Em 2011, a Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra adquiriu a Coleção de Mapas Nabais Conde. Após a digitalização dos 1191 mapas, iniciou-se o seu tratamento técnico, que decorreu entre janeiro de 2017 e janeiro de 2018. Terminado o tratamento técnico e analisando a coleção, pode-se observar que, no que concerne à época de publicação, o século XVIII é o mais representado, da mesma forma que o Reino Unido, a França e a Holanda são os países de onde procede a maioria dos editores/impressores. O mapa mais valioso é um mapa de Portugal segundo Álvaro Seco, datado de 1560, e orientado a Ocidente. Grande parte dos mapas são representações de Portugal. Além dos mapas encontramos ainda cartas náuticas, assim como inúmeras imagens que representam vistas de cidades. Quanto ao tratamento catalográfico, foi usada a ISBD (edição consolidada); o Fundo foi classificado com a Classificação Decimal Universal e indexado com termos de indexação da base de dados Millennium da Universidade de Coimbra.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-26
Secção
Artigos