Notícias

  • Convite à apresentação de artigos para o n.º 10, 3.ª série, de Biblos. Revista da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

    2023-12-22

    Mediações

    As mediações são o objeto central da reflexão e da pesquisa dos mediologues, uma corrente de intelectuais e investigadores que procuraram teorizar os processos de produção e de transmissão de culturas. O conceito, um neologismo surgido no livro de Régis Debray, Le pouvoir intellectuel en France, e teorizado mais tarde em Introdução à Mediologia Geral, pretende entender os processos de materialização das ideias ao longo do tempo, as mudanças operadas pelas tecnologias no campo das ideias e o papel da cultura nos processos de adoção, rejeição e adaptação das tecnologias. Neste sentido, a bicicleta, a estrada, o dinheiro, a fronteira, a nação ou as redes foram alguns objetos de estudo da mediologia que, muito para além dos media, se interessa pelas mediações. Para Debray, a mediologia apoia-se no pensamento precursor de vários autores, tais como Victor Hugo, Walter Benjamin, Paul Valéry, Marshall McLuhan, Walter J. Ong, André Leroi-Gourhan, Gilbert Simondon.

    Estas breves referências à mediologia não pretendem marcar teoricamente o tema da edição nº 10 da Biblos dedicado às Mediações. Consideramos, tão-somente, que a mediologia é um bom exemplo da dimensão transdisciplinar e de como podemos tratar e perceber o conceito Mediações, ao mesmo tempo que nos dá uma perspetiva profundamente humanista acerca da forma como entendemos que o tema deve ser abordado numa revista de referência da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

    A preponderância que as tecnologias adquiriram nos diversos domínios da vida nas sociedades contemporâneas puseram em particular evidência a centralidade e complexidade das Mediações enquanto processos profundamente humanos. Refletir como esses processos podem ser percebidos nos campos político, social, económico e cultural, religioso, artístico, técnico e tecnológico, é, pois, o desafio que nos propomos realizar ao abrir este espaço de reflexão teórica e crítica.

    Colocado assim, as Mediações afiguram-se como um vasto campo temático de abordagens, a partir do qual sugerimos os seguintes tópicos.

    • Reflexões teóricas sobre o conceito Mediações.
    • A política contemporânea e a crítica dos processos de mediação.
    • Os desafios do espaço público contemporâneo enquanto crise de mediação.
    • Os efeitos sociais das novas formas de mediação tecnológica.
    • As transformações dos processos de mediação na educação e na transmissão de valores e de cultura.
    • As diferentes formas históricas de perceber a mediação.
    • Crises sociais e crise de mediação.
    • Territórios e mediação.
    • Mediação intercultural.
    • Mediação e tradução.
    • Mediação e diálogos interartísticos.
    • Mediação e espaços interlinguísticos.
    • Media e mediações.
    • Sujeitos, objetos e públicos: a arte como mediação.
    • Antropologia das imagens e mediação visual.
    • Desafios contemporâneos da mediação artística, cultural e patrimonial.

    Até 30 de abril de 2024, a Direção de Biblos. Revista da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra receberá artigos sobre esse tema, através da plataforma Open Journal Systems (https://impactum-journals.uc.pt/biblos/login).

    Todos os artigos devem seguir as normas redatoriais da revista (https://impactum-journals.uc.pt/biblos/about/submissions) e serão submetidos à arbitragem científica de uma comissão formada por especialistas.

    A atividade editorial da revista segue o Código de ética. Guia de boas práticas para editores de revistas da Universidade de Coimbra (https://www.uc.pt/fluc/investigacao/biblos/politicas_editoriais/index).

    Ler mais sobre Convite à apresentação de artigos para o n.º 10, 3.ª série, de Biblos. Revista da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra