Suave, mari magno: Roma, a navegação e os seus mares

  • Vasco Gil Mantas Universidade de Coimbra / Academia de Marinha
Palavras-chave: Roma; Navegação; Mediterrâneo; Atlântico; Índico

Resumo

A importância do mar na história romana não tem merecido a atenção que lhe é devida. Todavia, o desenvolvimento, a expansão e a manutenção do Império apoiaram-se abertamente no domínio do mar, inicialmente centrado no Mare Nostrum para depois se alargar a outras áreas, como o Atlântico e o Mar Vermelho, reflectindo características de Império Universal, naturalmente dependente do controlo das rotas marítimas. Neste processo, cuja amplitude se pode apreender perante testemunhos dispersos entre a Escócia e a Índia, afirma-se uma invulgar capacidade de integrar o estranho, provincial ou não, revelando um dos aspectos mais interessantes da romanidade, do ponto de vista tecnológico, político e social.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-03-23
Edição
Secção
Mar