A forma cancioneiro petrarquiana como arquétipo

Palavras-chave: Arquétipo ecdótico, Forma cancioneiro, Francesco Petrarca, Manuscrito Vat. Lat. 3195, Petrarquismo

Resumo

Este artigo retoma o conceito ecdótico de arquétipo para explorar a sua aplicação à ordenação da forma cancioneiro petrarquiana. Depois de uma reflexão acerca do conceito de arquétipo, incide-se sobre alguns momentos particularmente significativos de um percurso historicamente estruturado. Nesse âmbito, consideram-se o comentário de Luigi Marsili, as primeiras impressões do Cancioneiro e a aldina de 1501, bem como o comentário de Francesco Vellutello. Passa-se então a assinalar o impacto da re-descoberta, na Biblioteca Vaticana, em 1886, do manuscrito Vat. Lat. 3195, códice no qual Francesco Petrarca trabalhou nos últimos anos da sua vida. Tendo em linha de conta pesquisas mais recentes acerca do modo como a ordenação do Cancioneiro estaria a ser ideada pelo poeta, são tiradas conclusões relativas à temporalidade do conceito de arquétipo, na sua aplicação à forma cancioneiro petrarquiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia Autor

Rita Maria Marnoto, Universidade de Coimbra, Faculdade de Letras

Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas, Estudos Italianos

Publicado
2020-05-05
Secção
Artigo