Uma epígrafe inventada por frei Bernardo de Brito

Palavras-chave: Bernardo de Brito, Invenção de inscrições, Guerras lusitanas, Décimo Júnio Bruto, Moimenta da Beira

Resumo

Num dos capítulos da sua monumental obra Monarchia Lusytana, em que dá conta da campanha do procônsul romano Décimo Júnio Bruto para submeter os povos do Ocidente peninsular, frei Bernardo de Brito mostra que uma batalha travada perto do rio Távora (onde há, de facto, muitos vestígios
romanos) não teve vitória fácil. E para o demonstrar, salientando a bravura dos “Portugueses”, inventou os epitáfios de dois importantes membros das tropas romanas: um signifer e um eques. É o epitáfio deste último que se analisa do ponto de vista epigráfico e literário.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-10-17
Secção
Falsificações