Alice Inanimada: A Estória da Série e o seu Impacto em Portugal

  • Ana Maria Machado Centre for Portuguese Literature - University of Coimbra
  • Andy Campbell Lead Developer, Inanimate Alice / Dreaming Methods
  • Ian Harper Inanimate Alice Executive Producer
  • Ana Albuquerque e Aguilar Centre for Portuguese Literature - University of Coimbra | FCT
  • António Oliveira University of Coimbra
Palavras-chave: Alice Inanimada, narrativa transmédia, ensino, problemas de tradução

Resumo

Uma equipa da Universidade de Coimbra e os produtores de Inanimate Alice juntaram-se para apresentar uma perspetiva diferente quanto à narrativa interativa em contexto educativo. Neste artigo, discutiremos as origens desta série, a visão dos seus criadores e também como os desenvolvimentos tecnológicos melhoraram a experiência do utilizador. Esta narrativa transmédia demonstra a progressiva complexidade da vida na era digital, sendo que Perpetual Nomads, a mais recente aventura, proporciona já uma experiência narrativa em Realidade Virtual. A tradução portuguesa tem como objetivo introduzir a leitura de Alice Inanimada nas escolas básicas e secundárias, tornando-se o primeiro texto nascido em meio digital a ser lido nas escolas portuguesas, pelo que estamos também a traduzir as orientações pedagógicas. Deste modo, apresentaremos tanto os resultados do nosso trabalho, bem como os principais desafios suscitados pela tradução, com especial enfoque na análise intercultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

HOVIOUS, Amanda (2013). “Exploring Inanimate Alice.” EdTech Digest. 21 February 2018. https://edtechdigest.wordpress.com/2013/10/11/exploring-inanimate-alice.

MANGEN, Anne, and Adriaan van der Weel (2016). “The Evolution of Reading in the Age of Digitization: An Integrative Framework for Reading Research.” Literacy 50.3: 116-124. 23 February 2018. http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/lit.12086/full.

NORD, Christiane (2005). Text Analysis in Translation: Theory, Methodology, and Didactic Application of a Model for Translation-oriented Text Analysis. Translated from the German by Christiane Nord and Penelope Sparrow. Amsterdam: Editions Rodopi.

PULLINGER, Kate (2015). “Inanimate Alice: How We Accidentally Created a Digital Story for Schools.” Digital Literature for Children. Eds. Mireia Manresa and Neus Real. Brussels: Peter Lang. 213-220.

ZANDSTRA, Carly (2013). “Bringing Inanimate Alice to life in the classroom.” Words’Worth 46.1: 1-6.
Publicado
2018-08-10
Secção
Secção Temática | Thematic Section