Afetação de recursos, produtividade e as reformas estruturais da economia portuguesa

  • Pedro Bação Universidade de Coimbra
  • Marta Simões Universidade de Coimbra
  • Ana Pinto Xavier Universidade de Coimbra

Resumo

Do ponto de vista da “contabilidade do crescimento”, a Produtividade Total dos Fatores (PTF) é um dos principais fatores explicativos do crescimento económico, desempenhando um papel fundamental na compreensão das diferenças registadas no desempenho económico entre países. No entanto, nos últimos anos o crescimento da produtividade tem vindo a diminuir nos países desenvolvidos, e Portugal não é exceção. Uma das determinantes da PTF é a eficiência na afetação dos recursos pelos diferentes ramos de atividade. O presente estudo apresenta estimativas dos desvios – relativamente à situação eficiente – da afetação dos recursos entre ramos de atividade pertencentes ao mesmo setor, para o período entre 2000 e 2015 em Portugal. As estimativas são obtidas através da aplicação do modelo de Hsieh e Klenow (2009). Os resultados indicam que as distorções existentes na economia portuguesa são significativas, principalmente as associadas à escolha da combinação capital/trabalho. Em consequência, os ganhos potenciais da reafectação dos recursos são também elevados, situando-se entre 30 e 40% do produto. No entanto, variaram pouco ao longo dos últimos anos, pelo que as “reformas estruturais” previstas no programa de ajustamento implementado no tempo da troika não parecem ter surtido grande efeito, pelo menos até 2015.

Palavras-chave

Total factor productivity, resource allocation, distortions, Portugal

  • Resumo visualizado = 29 vezes
  • PDF visualizado = 23 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-17
Como Citar
BAÇÃO, Pedro; SIMÕES, Marta; XAVIER, Ana Pinto. Afetação de recursos, produtividade e as reformas estruturais da economia portuguesa. Notas Económicas, [S.l.], n. 47, p. 7-25, dez. 2018. ISSN 2183-203X. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/notaseconomicas/article/view/6064>. Acesso em: 18 mar. 2019.
Secção
Artigos