Diversificação, Massificação e Esvaziamento da Oferta de Educação e Formação de Adultos (EFA) em Portugal: Algumas Reflexões e Inquietações

  • Rosanna Barros Professora Adjunta, Centro de Investigação em Espaços e Organizações (CIEO-Ualg), Universidade do Algarve.
Palavras-chave: Educação e Formação de Adultos, políticas públicas, governação e agenda educacional

Resumo

Admitindo o Estado, nas suas várias reconfigurações hodiernas, como ator político principal no dever de zelar pela garantia e efetivação do direito dos adultos à educação, adota-se na análise uma ótica de justiça social que ultrapassa e torna dilemática a ótica de justiça de mercado. Com esta matriz de fundo reflete-se sobre as características, bem como ambivalências e tensões, tanto da agenda de diversificação como da agenda de massificação da Oferta Nacional de Educação e Formação de Adultos (EFA). Por fim, tecem-se reflexões sobre o momento político atual considerando que dados internacionais apontam agora Portugal como o último país da União Europeia quanto à Educação ao Longo da Vida dos adultos pouco escolarizados. Neste texto posicionamo-nos contra os traços neoliberais na governação hodierna do sector.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-19
Como Citar
Barros, R. (2016). Diversificação, Massificação e Esvaziamento da Oferta de Educação e Formação de Adultos (EFA) em Portugal: Algumas Reflexões e Inquietações. Revista Portuguesa De Pedagogia, 50(1), 13-36. https://doi.org/10.14195/1647-8614_50-1_1
Secção
Artigos