Práticas Docentes e Representações Sociais: O Ser Professor na Educação Infantil

Palavras-chave: Representações sociais, Educação Infantil, Prática docente

Resumo

Este trabalho tem como objetivo ampliar a discussão sobre as relações entre as representações sociais e as práticas docentes, analisando as representações e práticas das professoras da Educação Infantil em cinco cidades do interior da Paraíba, nordeste do Brasil. Como referencial teórico e metodológico, adotamos a abordagem estrutural das representações sociais fundamentada na Teoria do Núcleo Central de Abric. Foram utilizados, como procedimentos metodológicos, o questionário de associação livre de palavras e a entrevista de autoconfrontação simples. O primeiro instrumento foi aplicado com 86 participantes nos cinco municípios da Paraíba (Juazeirinho, Assunção, Junco, Soledade e Campina Grande), tendo sido o segundo aplicado com oito professoras das cidades elencadas acima. Os resultados apontam a existência de uma relação entre o que pensam as professoras, as representações sociais e sua ação em sala de aula. A análise dos dados aponta para a tese da existência de uma relação entre as representações sociais e a prática docente. Isso nos leva a acreditar na possibilidade de mudança das representações sociais a partir de uma reflexão sobre a prática.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-19
Como Citar
Leão Maia, L., & Santos da Costa, K. (2019). Práticas Docentes e Representações Sociais: O Ser Professor na Educação Infantil. Revista Portuguesa De Pedagogia, (53-1), 39-61. Obtido de https://impactum-journals.uc.pt/rppedagogia/article/view/7627
Secção
Artigos