Alimentação e guerra nas Histórias de Heródoto

  • Carmen Soares Universidade de Coimbra

Resumo

Neste estudo procede‑se a uma análise dos principais passos das Histórias
em que se abordam as relações entre alimentação e guerra. Numa primeira parte considera‑se a importância das causas económicas da guerra, relativas ao abastecimento de bens alimentares das populações. Na segunda, o papel que a alimentação desempenha em pleno cenário de guerra. Conclui‑se que Heródoto, não obstante o relevo que dá na sua narrativa à influência que o carácter dos protagonistas da guerra (reis e generais) tem no desenho dos quadros bélicos, revela uma clara consciência do enquadramento económico básico que ao longo da história da humanidade sempre subjaz (de forma mais ou menos preponderante) aos conflitos armados.

http://dx.doi.org/10.14195/2183-1718_66_7

  • Resumo visualizado = 78 vezes
  • PDF visualizado = 46 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carmen Soares, Universidade de Coimbra

Faculdade de Letras

Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas

Estudos Clássicos

Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos

Publicado
2014-12-10
Como Citar
SOARES, Carmen. Alimentação e guerra nas Histórias de Heródoto. Humanitas, [S.l.], v. 66, p. 125-150, dez. 2014. ISSN 2183-1718. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/humanitas/article/view/1860>. Acesso em: 20 jul. 2019.
Secção
Artigos

Palavras-chave

guerra; alimentação; Heródoto; abastecimento das tropas; campanhas militares

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)