As fotografias compulsivas de Leila Danziger: reflexões sobre o encontro entre poesia e fotografia em “Robert Smithson”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14195/2182-8830_9-1_10

Palavras-chave:

Leila Danziger, Robert Smithson, poesia, fotografia, artes visuais

Resumo

O presente trabalho se propõe a analisar o poema “Robert Smithson” do livro Três ensaios de fala (2012), de Leila Danziger, em que identificamos reflexões sobre o fazer fotográfico e usos culturais e artísticos da fotografia, a partir das referências ao artista norte-americano, que se entrecruzam com as referências acerca do próprio processo artístico de Leila. O objetivo deste artigo é, dessa maneira, refletir sobre o poema como um lugar de encontro entre as diferentes práticas artísticas, bem como elo entre as produções poético-visuais de Danziger e as fotografias e instalações de Smithson, evidenciadas pelo próprio poema. Para isso, traçaremos uma trajetória que parte das produções artístico-fotográficas de Danziger até a sua lírica, a qual nos possibilitará também tecer reflexões sobre a produção artística do próprio Robert Smithson.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia Autor

Mariane Pereira Rocha, Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul)

Professora de Literatura e Língua Portuguesa no Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul),
doutoranda em Letras pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). 

Referências

BRIZUELA, Natalia (2014). Depois da fotografia: uma literatura fora de si. Trad. Carlos Nougué. Rio de Janeiro: Rocco.

COSTA, Luiz Claudio (2012). “A melancolia na arte: um artefato da vida pública”. Leila Danziger: Todos os nomes da melancolia. VV.AA. Rio de Janeiro: Apicuri.

DANZIGER, Leila [et al.] (2012). Leila Danziger: Todos os nomes da melancolia. Rio de Janeiro: Apicuri.

DANZIGER, Leila (2012.). Três ensaios de fala. Rio de Janeiro: 7 letras.

DANZIGER, Leila (2013). Diários públicos: sobre a memória e mídia. Rio de Janeiro: Contracapa; FAPERJ.

GARRAMUÑO, Florencia (2014). Frutos estranhos: sobre a inespecificidade na estética contemporânea. Rio de Janeiro: Rocco.

LIMA, Pedro (2019). “Acervos como navios, frágeis não são apenas os migrantes.” MODOS — Revista de História da Arte, Campinas, 3.2: 297-304.

MACHADO, Arlindo (2015). A ilusão especular: uma teoria da fotografia. São Paulo: Gustavo Gili.

NAVAS, Adolfo (2017). Fotografia & poesia (afinidades eletivas). São Paulo: Ubu Editora.

ROUILLÉ, André (2009). A fotografia: entre documento e a arte contemporânea. Trad. Constância Egrejas. São Paulo: Editora Senac.

SMITHSON, Robert (2008). “Um passeio pelos monumentos de Passaic, Nova Jersey.” [1967]. Trad. Pedro Sussekind. Arte & Ensaios 17, PPGAV-EBA-UFRJ, 2008: 162-167. https://www.ppgav.eba.ufrj.br/wp-content/uploads/2012/01/ae22_-Robert_Smithson.pdf> . [17 setembro 2020].

SONTAG, Susan (2004). Sobre fotografia. Trad. Rubens Figueiredo. São Paulo: Companhia das Letras.

SHAW, Debora, and Charles H. Davis (1983). “The Concept of Entropy in the Arts and Humanities.” Journal of Library and Information Science 9, (October 1983): 135-148.

TIETZ, Anelise (2019). “Percursos para achar-se: os deslocamentos de Robert Smithson.” Concinnitas 20.35: 53-77.

##submission.downloads##

Publicado

2021-11-17

Como Citar

Rocha, Mariane Pereira, e Aulus Mandagará Martins. 2021. «As Fotografias Compulsivas De Leila Danziger: Reflexões Sobre O Encontro Entre Poesia E Fotografia Em “Robert Smithson” ». MATLIT: Materialidades Da Literatura 9 (1):167-83. https://doi.org/10.14195/2182-8830_9-1_10.

Edição

Secção

Secção Temática | Thematic Section