A Mulher e a Arte: figurações da marginalidade feminina em Adoecer de Hélia Correia

  • Maria João Simões Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Hélia Correia, Pré-Rafaelitas, mulher, arte, personagem

Resumo

A marginalização da mulher surge representada na obra de Hélia Correia com grande sensibilidade, sem, no entanto, as suas ficções deixarem de manifestar a dureza das situações em que a mulher é empurrada para um viver à margem ou nas margens daquilo que é aceite socialmente por ser confortável ou fácil. A este propósito, a protagonista da obra Adoecer representa um conjunto de situações diferenciadas, nas quais a mulher luta pelo reconhecimento do seu valor no mundo da arte e dos artistas, no tempo dos pintores Pré-Rafaelistas. Este trabalho terá como objetivo estudar essa variedade de situações da in(ex)clusão da mulher no mundo artístico representado no romance, investigar o modo como as personagens são representativas de diversos períodos históricos e ainda analisar a simbologia das diversas formas de resistência ou desistência a essa marginalização. Atentar-se-á ainda no modo como as personagens são construídas por várias camadas que remetem para a dualidade entre corpo e espírito e para a tensão entre singularidade e complexidade, deixando entrever, no hibridismo das suas vozes, diversos posicionamentos ideológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-09-28