O poder das molduras: a temporalidade da fotografia e a retratística na obra de Eça de Queirós

  • Kathryn Bishop-Sanchez Universidade de Wisconsin
Palavras-chave: molduras narrativistas, fotografia, retratística, Eça de Queirós, Abbas Kiarostami

Resumo

O presente artigo analisa a inclusão de pinturas e de fotografias em três romances de Eça de Queirós, designadamente O primo Basílio, Os Maias e A tragédia da Rua das Flores, como instantâneos narrativos que imortalizam momentos-chave em textos literários. A partir do “enquadramento” cinemático de 24 Frames, o último filme de Abbas Kiarostami, a minha análise foca o modo como a imagem de retratos pintados ou fotografias assumem significado para além daquilo que retratam, e também o modo como as respetivas narrativas permitem uma reconstituição daquilo que antecedeu a criação da imagem enquadrada e daquilo que se lhe segue.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-09-28