Um século na vida de Peter Pan: a personagem de James Barrie e as suas metamorfoses cinematográficas

  • Maria da Natividade Pires Centro de Literatura Portuguesa
Palavras-chave: narrativa, multimodalidade, literatura, cinema, refiguração da personagem

Resumo

Neste artigo analisam-se as diversas representações que a personagem Peter Pan, da obra literária de James Barrie, Peter Pan, publicada em 1911, foi assumindo ao longo de mais de um século em adaptações cinematográficas (neste caso, de 1924, 1953, 2003 e 2015). A complexidade da personalidade de Peter Pan, nos seus dilemas interiores, sofre metamorfoses diversas nos processos narrativos de adaptações transliterárias e multimodais, onde o papel dos espaços na construção da própria personagem é determinante. Interessam-nos as potencialidades da personagem e das estratégias discursivas para representação das relações entre mundos reais e mundos para lá do real, de formas de ver a infância e a vida adulta, o mito da eterna infância feliz e o seu complexo reverso de solidão. A refiguração da personagem também se concretiza através das suas relações afetivas com os outros, condicionadas, em parte, por valores sociais dominantes diversos ao longo dos séc. XX e XXI, como é o caso das questões de género, que se colocam na relação de Peter Pan com as personagens femininas Wendy, Sininho e a figura materna.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-09-28