Natália Correia e a PIDE: Vigilância e Controlo

Palavras-chave: PIDE, oposição política, vigilância, censura, poema dramático

Resumo

Para além da sua criação literária, Natália Correia notabilizou-se pelas suas atividades políticas e culturais durante o Estado Novo. Nos finais da década de 40, iniciou uma intervenção cívica no país vindo a participar nas organizações de oposição ao regime vigente através da subscrição de manifestos e de outros documentos políticos ao lado de outros intelectuais antifascistas. Desde cedo, que participou no Movimento de Unidade Democrática (MUD) e foi, enquanto elemento desta organização, que apoiou as candidaturas à presidência da República de Norton de Matos (1949) e de Arlindo Vicente e Humberto Delgado (1958). Já nos finais da década de 60 participou na campanha da CEUD (Comissão Eleitoral de Unidade Democrática). Apesar de ter sido sempre vigida pala PIDE, Natália Correia seria uma grande personalidade, liberta de convenções sociais, firme e polémica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-06
Secção
Varia