Os Mecanismos Sóciocognitivos e o Bem-Estar Psicológico: Proposta de um Modelo Integrativo

  • Ludovina Almeida Ramos Universidade da Beira Interior
  • Maria Paula Paixão Universidade de Coimbra
  • Maria de Fátima Simões Universidade da Beira Interior
Palavras-chave: Modelo integrativo, Teoria da autodeterminação, Motivação, Teoria sóciocognitiva de carreira, Bem-estar psicológico

Resumo

No presente artigo procedemos à apresentação do Modelo Integrativo do Bem-estar Psicológico, conceptualização explicativa exploratória do bem-estar psicológico que decorre da intersecção de duas abordagens: a Teoria da Auto-Determinação (SDT), de Deci e Ryan e a Teoria-Sóciocognitiva de Carreira (e o Modelo Normativo do Bem-Estar Subjectivo, em particular), de Lent e colaboradores. O Modelo Integrativo em questão pretende avançar com uma proposta de explicação e integração dos principais mecanismos (sóciocognitivos) e variáveis (motivacionais) que contribuem para o bem-estar psicológico, nomeadamente através: a) da sistematização dos aspectos conceptuais do bem-estar e das relações que se estabelecem entre as variáveis com ele relacionadas; b) da descrição e compreensão do papel dos mecanismos sóciocognitivos e da satisfação das necessidades básicas do ser humano (autonomia, competência e vínculo) na satisfação global com a vida; c) do entendimento do modo como as variáveis organísmicas e contextuais actuam na satisfação num dado domínio de vida, em particular (e.g., académico), e na percepção de desenvolvimento e crescimento pessoais, em geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-12-01
Secção
Artigos