I Jornada de Redução do Risco de Desastres – Rio de Janeiro – 2015: os desafios e experiências compartilhadas

Palavras-chave: Educação permanente, riscos, Marco de Sendai

Resumo

O Marco de Ação de Sendai estabelece o plano global de prevenção reafirmando a necessidade de comprometimento para se reduzir o risco. Este trabalho apresenta a I Jornada Fluminense de Redução do Risco de Desastres realizada pela SEDEC-RJ (Secretaria de Estado de Defesa Civil) em 2015 no Rio de Janeiro, na qual foram apresentadas ações realizadas pelas COMDECs (Coordenadorias Municipais de Defesa Civil) a partir do Marco de Sendai. A jornada proporcionou o compartilhamento de boas práticas estimulando a troca de experiências entre profissionais da Proteção e Defesa Civil, bem como a valorização dos esforços por parte desses profissionais e o fomento de iniciativas em educação, contribuindo na formação destes no que diz respeito à implementação das diretrizes do Marco de Sendai para Redução do Risco de Desastres no Estado do Rio de Janeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Amaro, A. (2016). Para uma cultura dos riscos.Territorium, (10), 113-120. Acesso em de http://impactum-journals.uc.pt/territorium/article/view/3470

Bianchi, A. Aparecida e Cunha, M. T. F. R. (2016). Avaliação dos Currículos de Defesa Civil dos Cursos de formação e Aperfeiçoamento no Âmbito do CBMERJ, Monografia do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais, ESCBM, 15 p.

Boletim Ostensivo SEDEC 82 (2015). Regulamento da I Jornada Fluminense Para Redução do Risco de Desastres, Nota SUOP 115/2015, 04 de setembro de 2015. Acesso em: http://www.suop.defesacivil.rj.gov.br/pdf_inscricao/regulamento/BOL082_04set15.pdf

Castro, F. V. e Lourenço, L. (2017). Resiliência, População e Território: Contributo Conceptual para a Terminologia dos Riscos, Revista Territorium, 24, p.5-13. https://www.uc.pt/fluc/nicif/riscos/Documentacao/Territorium/T24_Artg/T24_Artg01.pdf

Lourenço, L. (2016). III Congresso Internacional, I Simpósio Ibero-Americano e VIII Encontro Nacional de Riscos. Territorium, (22), 297-298. Acesso em: http://impactum-journals.uc.pt/territorium/article/view/3222

Magnoni Júnior, L., Massambani, O., Purini, S. R. de M., Stevens, D., Magnoni, M.da G. M., Vale, J.M. F. do, Figueiredo, W. dos S. (2016). Marco de Sendai para Redução do Risco de desastres 2015-2030: Luz e Ciência Para Reduzir o Risco de desastres e Preservar a Vida, Programa educativo e social JC na Escola: Luz, Ciência e Vida, p.65-69 (2ª edição). http://www.agbbauru.org.br/publicacoes/revista/LivroSNCT2016-2ed/LivroSNCT2016-2ed_conteudo.html

Santos, F. T. (2009). Resiliência estratégica para um desenvolvimento regional sustentável, Revista de estudos regionais, 20, p.29-40.

Sendai, Marco de Ação para Redução do Risco de Desastres, Terceira Conferência Mundial sobre a redução do risco de Desastres. (2015) http://www.mi.gov.br/documents/3958478/0/Sendai_Framework_for_Disaster_Risk_Reduction_2015-2030+%28Portugu%C3%AAs%29.pdf/4059be98-843e-49dd-836b-fe0c21e1b664

Publicado
2018-05-22