O CADERNO, O VELHO E AS TRÊS MULHERES. RAINHAS DA NOITE, UM ROMANCE INDICIÁRIO

  • Elena Brugioni Universidade Estadual de Campinas

Resumo

A partir de uma leitura do último romance de João Paulo Borges Coelho, Rainhas da Noite (2013), procura-se refletir sobre um conjunto de paradigmas críticos – indício, rasto, resto, arquivo, testemunha – que se configuram como lugares matriciais do romance e do projeto literário do autor, em geral. Encarando esta escrita literária como uma prática de reflexão crítica, sobressaem questões epistemológicas e conceptuais significativas que configuram o texto literário como um lugar de produção de um conhecimento histórico e filosófico que se torna matricial para a edificação de uma “memória cultural” de Moçambique.

Palavras-chave

Rainhas da Noite, João Paulo Borges Coelho, romance histórico, ‘paradigma indiciário’, memória cultural

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-06-19
Como Citar
BRUGIONI, Elena. O CADERNO, O VELHO E AS TRÊS MULHERES. RAINHAS DA NOITE, UM ROMANCE INDICIÁRIO. Revista de Estudos Literários, [S.l.], v. 5, p. 415-438, jun. 2017. ISSN 2183-847X. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rel/article/view/4305>. Acesso em: 17 ago. 2017.