“O caminho das Estátuas”: virtualidades de Camões em Saramago

  • Gerson Luiz Roani Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Luís de Camões, José Saramago, identidade portuguesa, dessacralização

Resumo

Em O Ano da Morte de Ricardo Reis, José Saramago propõe a revisitação da figura de Camões e da sua obra como os esteios basilares sobre os quais se formou e consolidou a identidade histórica e literária de Portugal. Tal revisitação implica em dessacralização. A monumentalidade de Camões, como autor emblemático da Literatura lusitana, não é negada pelo romance, mas (re)considerada criticamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-09-28