A universidade medieval portuguesa e os problemas do seu financiamento [I]: os prolegómenos (séculos XIII-XIV)

  • André de Oliveira Leitão Universidade Católica Portuguesa

Resumo

O presente estudo visa compreender como se processava o financiamento da universidade medieval portuguesa nos seus primórdios, dando a conhecer a complexa questão dos benefícios eclesiásticos cujas rendas se destinavam à subsistência dos lentes do estudo geral – e, por conseguinte, à sobrevivência da própria universidade. Embora reputemos esta questão de essencial para compreender a vida desta instituição durante a Idade Média, julgamos que a mesma não foi ainda devidamente explorada no âmbito das diferentes monografias e artigos que têm vindo a lume sobre o tema. Neste sentido, iremos analisar o quadro da fundação e a primeira fase da existência da universidade em Lisboa, entre 1288 e 1308, com especial enfoque nas rendas que contribuíam para a manutenção do estudo e dos seus mestres, asseguradas por várias igrejas do padroado régio.

  • Resumo visualizado = 20 vezes
  • PDF visualizado = 5 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-22
Como Citar
LEITÃO, André de Oliveira. A universidade medieval portuguesa e os problemas do seu financiamento [I]: os prolegómenos (séculos XIII-XIV). Revista de História da Sociedade e da Cultura, [S.l.], v. 18, p. 13-31, dez. 2018. ISSN 2183-8615. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/rhsc/article/view/6610>. Acesso em: 24 ago. 2019.
Secção
Artigos