Recordação de experiências de ameaça e subordinação na infância, auto-criticismo, vergonha e submissão: a sua contribuição para a depressão em estudantes universitários

  • Sofia Alves Coelho Universidade de Coimbra
  • Paula Castilho Universidade de Coimbra
  • José Pinto Gouveia Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Auto-criticismo, Vergonha, Recordação de experiências de ameaça e subordinação na infância, Submissão, Sintomas depressivos

Resumo

A temática do auto-criticismo tem recebido nos últimos anos um interesse crescente no domínio da Psicologia. A investigação aqui apresentada pretende contribuir para o conhecimento do auto-criticismo e da sua relação com a psicopatologia, bem como com vários constructos que a literatura tem demonstrado estarem associados à sua origem, desenvolvimento e manutenção, como as experiências de ameaça e subordinação na infância, a vergonha e a submissão. Os resultados dos estudos, realizados numa amostra de estudantes universitários (N = 263), mostraram associações significativas entre os comportamentos de submissão na idade adulta e a recordação de experiências parentais de subordinação na infância, a experiência de vergonha interna e o auto-criticismo. Ao nível da sintomatologia depressiva, os resultados encontrados no nosso estudo sugeriram a existência de associações significativas com a vergonha interna e o auto-criticismo. Quer a vergonha interna, quer o auto-criticismo constituem preditores significativos da submissão e dos sintomas depressivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-06-01
Como Citar
Coelho, S. A., Castilho, P., & Gouveia, J. P. (2010). Recordação de experiências de ameaça e subordinação na infância, auto-criticismo, vergonha e submissão: a sua contribuição para a depressão em estudantes universitários. Psychologica, (52-II), p. 449-474. https://doi.org/10.14195/1647-8606_52-2_19
Secção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 > >>