Auto-Criticismo: Estudo de validação da versão portuguesa da Escala das Formas do Auto-Criticismo e Auto-Tranquilização (FSCRS) e da Escala das Funções do Auto-Criticismo e Auto-Ataque (FSCS)

  • Paula Castilho Universidade de Coimbra
  • José Pinto Gouveia Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Auto-criticismo, Formas (FSCRS), Funções (FSCS), Propriedades psicométricas

Resumo

O auto-criticismo está relacionado com a psicopatologia, quer como um factor de personalidade associado a uma vulnerabilidade específica para a depressão (Blatt, 2004; Gilbert, 1998, 2002a), quer como um processo directamente associado à depressão e a outras formas de psicopatologia (Birchwood et al, 2001; Gilbert et al, 2001), quer ainda como um preditor do ajustamento interpessoal fraco e de problemas psicológicos. O presente trabalho apresenta as propriedades psicométricas e a estrutura factorial da versão portuguesa da Escala das Formas do Auto-criticismo e Auto-tranquilização e da Escala das Funções do Auto-criticismo e Auto-ataque. Os resultados obtidos mostram que as escalas possuem uma boa consistência interna e estabilidade temporal. A composição factorial revelou a existência de duas subescalas (Auto-correcção e Auto-ataque) para a FSCS e três subescalas (Eu Inadequado, Eu Tranquilizador e Eu Detestado) para a FSCRS. Estes instrumentos de auto-resposta mostram-se úteis e fidedignos para a avaliação clínica e investigação do auto-criticismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-07-01
Como Citar
Castilho, P., & Gouveia, J. P. (2011). Auto-Criticismo: Estudo de validação da versão portuguesa da Escala das Formas do Auto-Criticismo e Auto-Tranquilização (FSCRS) e da Escala das Funções do Auto-Criticismo e Auto-Ataque (FSCS). Psychologica, (54), p. 63-86. https://doi.org/10.14195/1647-8606_54_3
Secção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 > >>