Associação entre sintomas internalizantes e ajustamento diádico durante a gravidez em pais Portugueses primíparos

O papel mediador do coping diádico

Autores

  • Marco Pereira University of Coimbra, Center for Research in Neuropsychology and Cognitive-Behavioral Intervention (CINEICC), Faculty of Psychology and Educational Sciences, Coimbra, Portugal https://orcid.org/0000-0002-6086-2329
  • Rosa Barbosa Portuguese League Against Cancer, Portugal https://orcid.org/0000-0002-0486-5111
  • Stephanie Alves ISCTE - University Institute of Lisbon, Center for Research and Social Intervention (CIS-IUL), Lisbon, Portugal
  • Ana Fonseca University of Coimbra, Center for Research in Neuropsychology and Cognitive-Behavioral Intervention (CINEICC), Faculty of Psychology and Educational Sciences, Coimbra, Portugal https://orcid.org/0000-0003-1395-1406
  • Maria Cristina Canavarro University of Coimbra, Center for Research in Neuropsychology and Cognitive-Behavioral Intervention (CINEICC), Faculty of Psychology and Educational Sciences, Coimbra, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.14195/1647-8606_63-2_5

Palavras-chave:

ajustamento diádico, coping diádico, sintomas internalizantes, gravidez, pais primíparos

Resumo

Neste estudo analisou-se o papel mediador do coping diádico (CD) na associação entre os sintomas internalizantes e o ajustamento diádico numa amostra de 184 casais à espera do primeiro filho. Cada elemento do casal preencheu, no segundo trimestre de gravidez, um conjunto de questionários que avaliavam os sintomas depressivos e de ansiedade, o ajustamento diádico e o coping diádico. Uma extensão do actor-partner interdependence model foi utilizada para testar os efeitos diretos e indiretos. Comparativamente aos homens, as mulheres reportaram maiores níveis de sintomas internalizantes e de ajustamento diádico, e envolveram-se em mais CD pela própria. Foram encontrados efeitos indiretos significativos dos sintomas internalizantes no ajustamento diádico via CD conjunto e CD pelo parceiro. Especificamente, mais sintomas internalizantes mostraram-se associados a menor envolvimento em formas de CD conjunto e CD pelo parceiro, que por sua vez se associavam a um menor ajustamento diádico. Esta mediação ocorreu quer intra-sujeitos quer entre-casal e ocorreu de forma similar para mulheres e homens. Estes resultados sugerem que os pais primíparos podem beneficiar de intervenções promotoras de CD, tais como os programas de base cognitivo-comportamental para casais, o Couples Coping Enhancement Training (CCET) e o Coping-Oriented Couple Therapy (COCT). Estes programas podem ser particularmente uteis para ajudar os casais a responder de forma mais sensitiva aos sintomas psicológicos do(a) parceiro(a), o que pode ter um efeito positivo no ajustamento conjugal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##submission.downloads##

Publicado

2020-12-28

Como Citar

Pereira, M., Barbosa, R., Alves, S., Fonseca, A., & Canavarro, M. C. (2020). Associação entre sintomas internalizantes e ajustamento diádico durante a gravidez em pais Portugueses primíparos: O papel mediador do coping diádico. Psychologica, 63(2), 93-117. https://doi.org/10.14195/1647-8606_63-2_5

Edição

Secção

Artigos