Remediação de Nouvelles Impressions d’Afrique de Raymond Roussel: Questão Funcional

  • Philippe Bootz Universidade de Paris 8
  • María Inés Laitano Universidade de Paris 13
  • Hermes Salceda Universidade de Vigo
Palavras-chave: remediação, estruturas complexas, máquina de leitura, hipertexto

Resumo

Nouvelles Impressions d'Afrique é um livro escrito por Raymond Roussel na década de 1920. Trata-se de uma obra que usa muitas estruturas diferentes. É uma das obras literárias francesas mais complexas com recurso a restrições. A restrição mais evidente é o uso massivo de blocos de texto encaixados por conjuntos de colchetes. Mas há muitas outras estruturas baseadas em rimas dispersas, eixos semânticos, homónimos, parónimos, números… Cada uma é usada para construir longas estruturas no texto. Realizamos anteriormente uma remediação digital desta obra com base na transformação da estrutura de colchetes numa estrutura hipertextual. No projeto atual, queremos explorar outra possibilidade que parece mais eficiente para descobrir as outras estruturas. Consiste em animações de texto que desenvolvem progressivamente no tempo as estruturas desde o nó inicial (o conjunto, as rimas...) até às frases finais. Esse tipo de remediação é uma “máquina de leitura” da obra, não uma versão digital do livro, porque o texto de Roussel será o estado final da animação. Planeamos configurar a interface de acordo com várias estruturas de modo a que o leitor possa escolher entre quaisquer delas. Apresentamos um protótipo funcional em linha, aplicado a algumas dessas estruturas, mostrando os conceitos da interface, o modo de reconfiguração de Nouvelles Impressions d'Afrique e de que modo uma animação gerada pode ajudar a ler e entender a literatura produzida segundo restrições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ROUSSEL, Raymond (1932). Nouvelles Impressions d’Afrique. Paris: Lemerre. On line Bibliothèque Nationale de France : [URL] http://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k108582f.

SALCEDA, Hermes (1998). «Nouvelles Impressions d’Afrique de Raymond Roussel, des proses à procédés aux procédés à vers ». Théorie, Littérature, Enseignement 16: 65-86.

SALCEDA, Hermes (2007). «Nuevas Impresiones de África como hipertexto». REC-Revista de Erudición y Crítica 3: 117-121.

SALCEDA, Hermes (2009). «La désagrégation du langage et du monde dans Nouvelles Impressions d’Afrique». Formules: Revue des créations formelles 13:141-155.

SALCEDA, Hermes (2010). «Nouvelles Impressions d’Afrique comme livre illustré». Études littéraires 41:147-171.

SALCEDA, Hermes, Philippe Bootz, and María Inés Laitano (2014). «Nouvelles Impressions d’Afrique, les virtualités de la machine textuelle», Raymond Roussel, hier, aujourd’hui. Eds. Pierre Bazantay, Christelle Reggiani, Hermes Salceda. Rennes: Presses Universitaires de Rennes, Centre culturel In-ternational de Cerisy la Salle. 285-310.

SALCEDA, Hermes (2014). «Remédiatisation numérique de Nouvelles Impressions d’Afrique: d'un manipulable à l'autre». Raymond Roussel, hier, aujourd’hui. Eds. Pierre Bazantay, Christelle Reggiani, Hermes Salceda. Rennes: Presses Universitaires de Rennes, Centre culturel International de Cerisy la Salle. 311-339.
Publicado
2018-08-10
Secção
Secção Temática | Thematic Section