Relações entre a Linguagem Oral e a Linguagem Escrita

  • Selma Cardoso Borges Instituto de Apoio à Criança
  • Cristina Petrucci Albuquerque Universidade de Coimbra

Resumo

Esta investigação pretende analisar relações entre a linguagem oral e a linguagem escrita em 80 crianças do primeiro e do segundo ano de escolaridade. Nesse sentido, foram usados instrumentos de avaliação da linguagem oral, que incorporam a Bateria de Avaliação Neuropsicológica de Coimbra (Consciência Fonológica, Nomeação Rápida e Compreensão de Instruções), e provas de escrita e de leitura do Labling e da PAL-Port. Os resultados obtidos indicaram a existência de relações estreitas entre a linguagem oral e a linguagem escrita. A Consciência Fonológica revelou estar muito associada a múltiplas medidas de avaliação do desempenho em leitura e escrita, particularmente no primeiro ano de escolaridade. Por seu turno, a Nomeação Rápida evidenciou maior relevância no segundo ano. Comparativamente às medidas anteriores, a Compreensão de Instruções mostrou estar menos relacionada com a escrita e a leitura.
  • Resumo visualizado = 496 vezes
  • PDF visualizado = 108 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-01-01
Como Citar
BORGES, Selma Cardoso; ALBUQUERQUE, Cristina Petrucci. Relações entre a Linguagem Oral e a Linguagem Escrita. Psychologica, [S.l.], n. 50, p. p. 205-231, jan. 2009. ISSN 1647-8606. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/psychologica/article/view/976>. Acesso em: 22 ago. 2019.
Secção
Artigos

Palavras-chave

Linguagem Oral; Escrita; Leitura