Atribuições Causais do (In)sucesso Académico no Ensino Superior: Padrões Diferenciais de Professores e Estudantes

  • Marco Maia Ferreira Instituto Superior de Educação e Ciências de Lisboa
  • Maria da Graça Amaro Bidarra Universidade de Coimbra
  • Nicolau Vasconcelos Raposo Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Ensino superior, Rendimento académico, Atribuições causais

Resumo

O presente estudo procura testar a existência de um padrão egodefensivo nos processos de atribuição de estudantes e professores relativamente ao sucesso e ao insucesso académico no ensino superior. Os dados foram recolhidos junto de 558 estudantes e 202 professores portugueses, pertencentes a seis instituições de ensino superior, que responderam a um questionário elaborado para o efeito: Questionário de Atribuições Causais do Rendimento Académico (QACRA). Os resultados obtidos apontam para a existência de padrões diferenciais de professores e estudantes, permitindo concluir que o padrão egodefensivo está apenas presente nas respostas dos primeiros, dados que podemos ainda interpretar à luz das representações sociais e da identidade profissional dos professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-12-01
Como Citar
Ferreira, M. M., Bidarra, M. da G. A., & Raposo, N. V. (2011). Atribuições Causais do (In)sucesso Académico no Ensino Superior: Padrões Diferenciais de Professores e Estudantes. Revista Portuguesa De Pedagogia, (45-2), p. 149-158. Obtido de https://impactum-journals.uc.pt/rppedagogia/article/view/1345
Secção
Artigos