Abordagens ao estudo, rendimento académico e atribuições causais do desempenho em estudantes do ensino superior

  • Marco Maia Ferreira Instituto Superior de Educação e Ciências de Lisboa
  • Nicolau Vasconcelos Raposo Universidade de Coimbra
  • Maria da Graça Bidarra Universidade de Coimbra

Resumo

Com o objectivo de contribuir para o estudo do rendimento académico no ensino superior e tendo como quadro de referência os trabalhos de Entwistle (1997) e de McAuley, Duncan e Russell (1992), procurámos esclarecer as relações entre as abordagens ao estudo, as atribuições causais, o rendimento académico e a percepção subjectiva do rendimento académico. Os dados foram recolhidos junto de 558 alunos, pertencentes a seis instituições de ensino superior e as medidas utilizadas foram a Causal Dimension Scale II (McAuley, Duncan & Russel, 1992), o inventário Approaches and Study Skills Inventory for Students (Entwistle, 1997), tendo sido construído, para o rendimento académico, um indicador com base nas classificações obtidas. Procedimentos de modelação por equações estruturais permitiram concluir que as abordagens ao estudo constituem o factor mais importante do rendimento académico dos alunos, observando-se, igualmente, uma forte relação entre as abordagens ao estudo e as atribuições causais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-07-01
Como Citar
Ferreira, M. M., Raposo, N. V., & Bidarra, M. da G. (2009). Abordagens ao estudo, rendimento académico e atribuições causais do desempenho em estudantes do ensino superior. Revista Portuguesa De Pedagogia, (43-2), p. 329-348. https://doi.org/10.14195/1647-8614_43-2_17
Secção
Caderno Não Temático