Importância da Educação Pré-Escolar na Transição para a Idade Adulta: Resultados de um Estudo Português

  • António Castro Fonseca Universidade de Coimbra
Palavras-chave: educação pré-escolar; efeitos a longo prazo; jovens adultos; Portugal

Resumo

O objetivo principal deste estudo foi examinar o impacto da educação pré-
-escolar na vida dos jovens adultos portugueses da geração do milénio.
Os dados foram recolhidos no âmbito de uma investigação mais vasta que permitiu seguir uma ampla amostra de rapazes e raparigas desde a infância até à idade adulta.
Aquando da sua última avaliação, os participantes que tinham frequentado o ensino pré-primário foram comparados com os seus colegas que não beneficiaram desse tipo de ensino (grupo de controlo) em vários domínios do seu funcionamento.
Os resultados mostraram que os participantes com ensino pré-primário chegavam à idade adulta com melhor desempenho académico independentemente do critério utilizado: anos de escolaridade completados, número de repetências, abandono escolar e participação cultural. Porém, não se registaram diferenças significativas entre os dois grupos no domínio profissional, designadamente na condição de empregado/desempregado, satisfação no trabalho, tempo decorrido entre o fim dos estudos e obtenção do primeiro emprego. Do mesmo modo, não se registaram diferenças significativas nas medidas de saúde mental, experiências de vida positivas e bem-estar geral. Em contrapartida, havia mais comportamento antissocial e mais consumo de droga no grupo de educação pré-primária do que no grupo de controlo.
Porém, quando se controlou o efeito do nível escolar dos pais, todas as diferenças significativas entre os dois grupos desapareciam, com exceção dos comportamentos antissociais. Estes resultados são difíceis de conciliar com a ideia de que os efeitos do ensino pré-primário em grande escala persistem até à idade adulta.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-01
Como Citar
Fonseca, A. (2019). Importância da Educação Pré-Escolar na Transição para a Idade Adulta: Resultados de um Estudo Português. Revista Portuguesa De Pedagogia, 52(52-2), 89-109. Obtido de https://impactum-journals.uc.pt/rppedagogia/article/view/7054
Secção
Artigos