Revista Media & Jornalismo: Comunicação Estratégica - prazo alargado

2018-01-18

A comunicação estratégica adquiriu nos últimos anos um estatuto central na vida das organizações quer na construção da sua identidade quer como instrumento de gestão e de reconhecimento público. A imagem das organizações, potenciada pelo desenvolvimento e expansão das tecnologias da informação e da comunicação e o surgimento dos novos media, veio exigir novas competências de gestão que não se reduzem apenas à troca de informações ou à comunicação promocional.

A comunicação estratégica tem a ver com integração e envolve a articulação política e táctica de todas as mensagens, meios e públicos. Pressupõe um plano coerente assente na identidade corporativa, orientado para a criação de uma imagem que ajude a organização a ir ao encontro dos seus objectivos mais amplos (comerciais, sociais ou políticos) a partir de uma perspectiva holística / integral da comunicação.

A investigação em Comunicação Estratégica procura explicar e prever o comportamento humano como consequência do uso estratégico da comunicação pelas organizações e promover mudanças comportamentais, emocionais e cognitivas, individuais e coletivas e faz apelo a campos como a sociologia, a psicologia, a antropologia.

A comunicação estratégica inclui a comunicação interna e externa, a comunicação de marketing, as relações públicas e a publicidade, em todas as plataformas de comunicação (analógica e digital) bem como comunicação e implementação de políticas públicas e o marketing político e social, de organizações e instituições públicas e privadas.

O número 33 da revista _MEDIA&JORNALISMO _dedicado à Comunicação Estratégia, acolhe contributos que se debrucem, do ponto de vista teórico ou empírico, sobre a seguinte área:

                           COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA INSTITUCIONAL E ORGANIZACIONAL

Os tópicos de pesquisa que se enquadram neste título incluem o estudo das formas pelas quais organizações, governos e membros de grupos sociais e políticos criam e divulgam mensagens estratégicas aplicadas ao processo político, à comunicação de ciência, às políticas públicas, e às organizações sem fins lucrativos, com o intuito de persuadir, informar e mudar comportamentos.
Designadamente, sobre o contributo da comunicação estratégica nas seguintes temáticas:

1. Gestão de reputação.
2. Gestão e comunicação de crises.
3. Campanhas de comunicação estratégica (estratégias e tácticas).
4. Propaganda e estratégias argumentativas.