Cuidados paliativos oncológicos em contexto de internamento e domiciliário: Necessidades, morbilidade psicológica e luto antecipatório nos familiares do doente terminal e impacto na qualidade de vida familiar

  • Neide P. Areia Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Universidade de Coimbra
  • Sofia Major Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade dos Açores
  • Catarina Gaspar Mestre em Psicologia Clínica
  • Ana Paula Relvas Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Universidade de Coimbra
Palavras-chave: doença oncológica terminal, cuidados paliativos, família, necessidades, morbilidade psicológica, luto antecipatório

Resumo

A doença oncológica na fase terminal tem um importante impacto na família e seus elementos. Por este motivo, os cuidados paliativos pressupõem o suporte à família. No entanto, são escassos os estudos que visam determinar as necessidades das famílias em cuidados paliativos. O presente estudo teve como objetivos determinar quais as necessidades dos familiares dos doentes terminais, a presença de morbilidade psicológica e experiência de luto antecipatório, distinguindo dois contextos de prestação de cuidados (internamento e domicílio), e examinar a influência de uma satisfação inadequada das necessidades, luto antecipatório e contexto de prestação de cuidados na perceção de qualidade de vida familiar. Para tal, procedeu-se a um estudo exploratório junto de uma amostra de 40 familiares de doentes oncológicos terminais em cuidados paliativos. Verificou-se que as necessidades de suporte psicossocial são menos satisfeitas em contexto de cuidados domiciliários. Independentemente do contexto de prestação de cuidados, os familiares apresentam níveis clinicamente significativos de morbilidade psicológica e luto antecipatório com impacto na perceção da qualidade de vida familiar. A satisfação inadequada das necessidades, a presença de morbilidade psicológica e a experiência de luto antecipatório influenciam a perceção de qualidade de vida familiar. Este estudo vem demonstrar a importância de atender às necessidades dos familiares em cuidados paliativos, numa perspetiva holística e multidisciplinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-13
Como Citar
P. Areia, N., Major, S., Gaspar, C., & Relvas, A. P. (2017). Cuidados paliativos oncológicos em contexto de internamento e domiciliário: Necessidades, morbilidade psicológica e luto antecipatório nos familiares do doente terminal e impacto na qualidade de vida familiar. Psychologica, 60(2), 27-44. https://doi.org/10.14195/1647-8606_60-2_2
Secção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)