Editorial

  • Armanda Pinto da Mota Matos Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação. Universidade de Coimbra.
  • Albertina Lima de Oliveira Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação. Universidade de Coimbra.
  • Ana Maria Seixas Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação. Universidade de Coimbra.
  • Carlos Folgado Barreira Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação. Universidade de Coimbra.
  • Maria Filomena Gaspar Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação. Universidade de Coimbra.
  • Maria da Graça Bidarra Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação. Universidade de Coimbra.

Resumo

Várias publicações têm sido dedicadas à formação de professores, em particular à formação inicial, baseadas em investigações que conduziram à caracterização e análise comparativa de diferentes modelos e à identificação de alguns problemas e necessidades de mudança, bem como à procura de critérios definidores de qualidade. Atualmente, na sequência do Processo de Bolonha, que constituiu uma oportunidade histórica para a introdução de alterações significativas no panorama do ensino superior, designadamente em Portugal, registaram-se alterações na
configuração dos cursos que habilitam para o acesso à docência. Com efeito, o Processo de Bolonha veio relançar a atenção sobre a formação inicial de professores, um pouco desvalorizada durante a última década do século XX, mais focalizada na formação contínua e especializada.  (...).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-07-09
Secção
Editorial

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)