A que futuro conduz o “Currículo do Futuro”? Acerca da premência de inovar na educação escolar

  • Maria Helena Damião Universidade de Coimbra, CEIS20-GRUPOEDE / Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
Palavras-chave: Educação escolar, Escola pública, Inovação curricular, Currículo do século XXI, Currículo do futuro

Resumo

A ideia de que, em nome de um futuro melhor para a humanidade, é preciso mudar, de forma radical e imediata, o currículo da escola pública tem sido veiculada em múltiplos documentos produzidos neste século, por entidades ligadas aos sistemas de ensino. No presente trabalho, partindo de alguns desses documentos, explicita-se tal ideia, traduzida fundamentalmente na necessidade de levar os alunos a adquirir competências funcionais, a fim de se conseguir o desenvolvimento económico, a sustentabilidade e/ou o bem-estar social e pessoal. De seguida, interroga-se a viabilidade de construção de tal futuro, uma vez que o currículo se vê progressivamente despojado das grandes finalidades que norteiam a construção do humano, bem como dos conhecimentos disciplinares que concorrem para essa construção. Por fim, afirma-se que a linha de raciocínio seguida não declina a inovação, mas deve conduzir à sua ponderação, que terá de ser numa perspectiva especificamente educativa, nunca perdendo de vista os desígnios da escola contemporânea que, em nome do futuro, se quer para todos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-19
Como Citar
Damião, M. (2019). A que futuro conduz o “Currículo do Futuro”? Acerca da premência de inovar na educação escolar. Revista Portuguesa De Pedagogia, (53-1), 63-80. Obtido de https://impactum-journals.uc.pt/rppedagogia/article/view/7628
Secção
Artigos